Especialistas

Programa Baby Signs®

Já ouviram falar? Sabem do que se trata? Se a resposta a estas perguntas é não, aqui fica uma excelente entrevista com a TF Marta Marreiros, para nos explicar melhor em que consiste e de que forma os papás podem aplicar este programa em casa com os seus bebés!

Born to be a Mom: Olá Marta. Antes de mais obrigada por teres aceite o convite para falares um pouco acerca da tua experiência nesta área tão bonita da comunicação dos bebés. Como é que te iniciaste nesta tua aventura no mundo da Terapia da Fala? Sim porque a TF é um mundo!

Marta: A aventura começou quando em 2013 entrei no Curso de Licenciatura em Terapia da Fala no Instituto Politécnico de Setúbal. Foram quatro anos muito desafiantes.

BTBAM: Quando é que te começas a aperceber de que esta área da comunicação dos bebés te desperta interesse?

Marta: Desde sempre demonstrei a minha paixão pelos bebés… adorava brincar com bonecas, fazer de babysitter dos primos, vizinhos… andar atrás da minha mãe, que é enfermeira, nas sessões de pré e pós-parto… Por isso acho que sempre soube que gostaria de trabalhar com bebés. Assim, após terminar o curso preocupei-me sempre em descobrir mais sobre o desenvolvimento infantil, através de formações complementares sobre comunicação, alimentação e até me tornei conselheira do aleitamento materno…

BTBAM: O que é necessário para se aplicar este método? Pode ser aplicado em todos os bebés?

Marta:  Para aplicar este programa é necessário conhecer o programa através de um whorkshop por exemplo, onde poderão aprender o que é, o porquê de ser tão popular, quando começar e como escolher e ensinar gestos. Para além disso, é preciso paciência, persistência e consistência, pois é através de muita repetição e imitação que um bebé aprende. Acrescento ainda à equação anterior AMOR. Para responder à segunda questão relembro que o programa foi desenvolvido para bebés ouvinte entre os 0-24 meses. Agora se me perguntarem se pode ser aplicado a bebés com necessidade especiais a resposta é sim.  No entanto, é importante frisar que este programa não substitui um apoio especializado, pode ser considerado como outra estratégia ou melhor um complemento às terapias especializadas. Pode ser um fator de debloqueio e ser outra forma de ajudar e facilitar a comunicação e o desenvolvimento cognitivo e linguístico. Existe um artigo no site oficial do Programa Baby Signs® sobre esta temática.

“Quanto mais funcional for a comunicação e menos os pais tiverem de jogar na lotaria para tentarem adivinhar o que o bebé está a pedir, mais feliz, divertida e menos stressante vai ser a vida da família”

BTBAM: Os bebés aprendem facilmente?

Marta: Os gestos pensados pelo Programa Baby Signs® são simples e flexíveis para serem usados pelos bebés, para além disso há gestos criados pelos próprios bebés tendo em conta as suas experiências, logo são fáceis de aprender.

No entanto, lembrem-se que cada bebé é único, não há dois bebés iguais e cada um terá a sua forma, estilo de comunicação, temperamento, personalidade, interesses e habilidades. Assim, é importante relembrar que cada um tem o seu tempo, nem todos irão aprender e utilizar os mesmos gestos, o mesmo número de gestos e com a mesma frequência. Os bebés só irão fazer gestos quando estiverem prontos!

Não há um ‘’timing’’ perfeito ou ideal para começar a fazer gestos.
Começar cedo tem a vantagem de criar o hábito de fazer gestos e aumentar a exposição dos bebés aos gestos e palavras. 
No entanto, muitos pais preferem começar a usar gestos mais perto da altura em que o seu bebé poderá faze-lo, e assim conseguem ver resultados mais imediatos.

O mais importante é criar oportunidades, conhecer e estar atento ao seu bebé aproveitar a janela de oportunidades, estar disponível, ser flexível, ser consistente, para mutuamente comunicar e partilhar o mundo.

BTBAM: O feedback que tens até à data tem sido positivo? Os bebés aderem bem a este tipo de comunicação?

Marta: O feedback é muito positivo. Comunicar com gestos é uma parte natural do desenvolvimento da linguagem, assim o Programa Baby Signs® é uma extensão de gestos simples que todos os pais habitualmente ensinam, por  exemplo: adeus, sim e não. Porque não haveríamos de ensinar mais gestos? Quanto mais funcional for a comunicação e menos os pais tiverem de jogar na lotaria para tentarem adivinhar o que o bebé está a pedir, mais feliz, divertida e menos stressante vai ser a vida da família. Quando os gestos são incentivados, usados de forma natural e consistente durante as atividades da vida diária há maior probabilidade de vermos um bebé a fazer o gesto. Quando os bebés fazem um gesto e percebem que estes têm um efeito na reação dos pais, faz com que voltem a repetir a gracinha para voltarem a ver a reação dos pais, a mudança do tom de voz, a expressão facial e corporal… É uma relação de causa-efeito! Os pais conseguem perceber o quão inteligentes os bebés são e isso trás felicidade a todos e maior confiança para continuarem a comunicar.

BTBAM: De facto deve ser um trabalho muito prazeroso e amoroso também. Diz-me, o Programa Baby Signs® vai ajudar na linguagem oral futuramente ou até pode ser um entrave à comunicação oral tendo em conta que os bebés se habituam a usar o gesto?

Marta: Comunicar não se restringe apenas a falar.

Imaginem que estão num país estrangeiro onde não dominam a língua. Como perguntavam onde é a paragem do autocarro, por exemplo?

Ou imaginem uma situação em que nos eram retiradas as capacidades de falar e escrever… Naturalmente usamos as nossas mãos, corpo e a expressão facial para comunicar e complementar a mensagem verbal. E fazemos isto todos os dias! Tal significa que a compreensão da linguagem é facilitada pela utilização da comunicação não verbal (p.e.: gestos, expressões corporais, faciais…), logo a junção da fala com os gestos irá facilitar o desenvolvimento da comunicação humana e do uso da linguagem. 

Após investigações científicas sobre a aprendizagem vocal, argumenta-se que as funções cerebrais que controlam a fala evoluem através de funções cerebrais que controlam os gestos das mãos e de outras partes do corpo.

Na verdade, nas investigações científicas conduzidas pelas pioneiras do Programa Baby Signs®, quando comparados bebés que usaram gestos com os que não usaram, conclui-se que: 1) A comunicação com gestos acelera a aprendizagem da fala! Aos 3 anos, os bebés que tinham sido encorajados a fazer gestos, falavam em média o equivalente a crianças de 4 anos! 2) Aos 8 anos, as crianças os que usaram o Programa Baby Signs® pontuaram uma média total de 12 pontos acima no teste de QI.

As crianças são umas verdadeiras esponjas e nos primeiros meses absorvem o que os rodeia através dos sentidos, absorvem aquilo que ouvem e dizemos, mas também aquilo que veem. 

Imaginem uma escada, cada degrau é uma etapa de desenvolvimento. Nessa escada estão os gestos e a produção das palavras. Quando se ensina um gesto a um bebé, não se ensina o gesto de forma isolada, o gesto deve estar associado em simultâneo à palavra. Falar com os bebés ajuda-os a aprenderem a falar. Quando um bebé faz um gesto recebe imensa informação de palavras produzidas pelos pais, estas palavras traduzem-se em oportunidades de ouro para a aprendizagem de mais palavras. Vou dar um exemplo: uma bebé faz o gesto de cão. O que respondia? ‘’É o cão?’’, ‘’Onde está o cão?’’, ‘’Como faz o cão? Ão-ão’’, ‘’Gostas do cão?’’.

O Programa Baby Signs®, pode ser uma forma, simples, divertida e flexível de ajudar as famílias na estimulação das competências comunicativas, linguísticas, intelectuais e de socialização das crianças o que terá benefícios da redução de frustrações e na partilha do que veem, querem, sentem ou precisam.

Assim, os pais não precisam se preocupar com a ideia de que fazer gestos irá atrasar a fala ou o desenvolvimento cognitivo.

BTBAM: Quer dizer então que aconselhas todos os pais /educadores a experimentarem?

Marta: Sim. Recomendo que deem uma oportunidade…vão ler mais sobre a metodologia, pesquisem testemunhos de famílias, vejam vídeos de outros bebés…

BTBAM: Pergunta para 100.000 euros! Nas creches há educadores com este tipo de formação? Ou é algo ainda pouco falado?

Marta: Sim, há educadoras com formação que realizaram workshops e até mesmo educadoras que são Instrutoras Certificadas Independentes no Programa BabySigns® e que levam a magia dos gestos para as suas escolas. Agora se me perguntares se todas as escolas têm um profissional com este tipo de formação, a resposta é não. Cada vez há mais profissionais e não só da área da educação, bem como pais com interesse no Programa BabySigns®.

BTBAM: De que forma então podem os pais / educadores aprender o Programa Baby Signs®

Marta: Existem instrutores Baby Signs® por todo o mundo para ensinarem o programa através de aulas, workshops e formações.

Os pais podem aprender mais sobre a metodologia Baby Signs® através de:

– Workshop baby signs para pais

– Aulas para pais e bebés

Existem ainda workshops para profissionais e cursos de certificação para creches.

Para além disso, existe um leque de materiais de suporte para bebés e pais que ajudam as famílias a dar continuidade nos contextos em que os bebés estão inseridos.

BTBAM: Sendo assim, fica aqui o conselho…  Experimentem com os vossos bebés, aprendam esta forma muito inteligente de comunicarem com eles e partilhem aqui as vossas experiências.

Qualquer dúvida contactem a Terapeuta da Fala, Dra. Marta Marreiros que terá todo o gosto em vos esclarecer a ajudar!

Marta Marreiros

Licenciada em Terapia da Fala pelo Instituto Politécnico de Setúbal em 2017.

Pós-graduada em Motricidade Orofacial. Conselheira do Aleitamento Materno.

Instrutora Certificada Independente do Programa Baby Signs®.

Formação em visão ampliada e integrada do desenvolvimento alimentar infantil, drenagem linfática manual, massagem terapêutica, libertação miofascial e processamento auditivo central.

Terapeuta da Fala na empresa Fale Connosco Saúde Personalizada.

Já conheciam o Programa Baby Signs® ?
Partilhar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.