Terapia da Fala

O meu filho está muitas vezes rouco. É normal?

Vamos falar de voz!

E, começo já por responder à pergunta inicial! Não, não é de todo normal!

Regra geral, pensamos na voz e nas alterações vocais na população adulta e esquecemo-nos de ouvir a nossa criança com “ouvidos de ouvir”. Por isso, esta tema da disfonia infantil (rouquidão) é tanta vez subvalorizado por pais, professores, educadores…não por descuido mas apenas por falta de conhecimento ou se achar que é normal. E é isso que hoje tentarei aqui desmistificar com um artigo simples e resumido sobre esta temática.

Comecemos por definir, o que é a disfonia infantil?

Para já, podemos dizer que é uma alteração na qualidade da voz comparando com a sua voz “normal”. Pode ser uma rouquidão, uma voz mais difícil de “sair” por cansaço por exemplo, palavras, sílabas ou sons que não se ouvem, entre outros.

É importante notar que estas alterações irão implicar na sua capacidade comunicativa podendo comprometer a mensagem que a criança quer transmitir.

A grande maioria das crianças com disfonia ou com outras alterações vocais são, regra geral, crianças que falam demasiado alto e rápido, muito ativas e mais ansiosas ou agitadas.

Quais as suas causas?

As causas são diversas no entanto, as mais comuns são as causas orgânico-funcionais como os nódulos vocais (lesões benignas) presentes por abuso vocal – como referi na questão anterior são normalmente crianças que gritam e não fazem o repouso adequado da voz ao longo do dia. Acresce aqui ainda a dificuldade em manter uma hidratação adequada ao longo do dia, na presença de pigarreio (arranhar a garganta) e factores mais orgânicos como o refluxo gastro esofágico.

Note-se que o facto do ambiente em que a criança está inserida (casa e escolar) influencia o comportamento vocal da criança. Se os pais e professores falarem alto haverá sempre predisposição da criança para o fazer também.

Não esquecer ainda que a rouquidão poderá também ser passageira como por exemplo decorrente de uma laringite ou de alergias.

Como tratar?

Se nota ou já notou alguma vez a voz do seu filho diferente como estando mais rouca, mais soprada ou nota que se esforça mais para falar e consequentemente ser ouvido, não hesite em marcar uma consulta de Otorrinolaringologia e uma avaliação em Terapia da Fala. Enquanto a consulta ou avaliação não acontece, guarde estas dicas que lhe deixo já a seguir!

Dicas para melhorar a saúde vocal do seu filho

Agora contem-me, existem crianças com rouquidão desse lado?

O seu filho tem ou já teve uma voz rouca?
Partilhar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.