Terapia da Fala

Linguagem ou Fala? Eis a questão!

Todos os dias me deparo com esta questão por parte dos pais (e de outros profissionais de saúde e educação) sobre estas nomenclaturas. Muitas vezes sabe-se que a criança apresenta alguma alteração mas fica sempre a dúvida em que área é que essa dificuldade se insere!

Por este motivo torna-se essencial compreender que há diferença entre Linguagem e Fala de forma a que se consiga identificar mais adequadamente e desmistificar que é tudo a mesma coisa – que não é – apesar de ser importante que andem de mãos dadas!

Passemos então à explicação e definição de cada um dos termos:

Linguagem

É definida como um sistema de símbolos que são utilizados para transmitirmos e recebermos uma mensagem! É através dela que conseguimos comunicar as nossas ideias, sentimentos, pensamentos, desejos… É no fundo o nosso bem mais precioso da comunicação. É a capacidade de comunicação de ideias, pensamentos, opiniões, sentimentos, experiências, desejos, informações,…

A linguagem pode ainda ser não-verbal (escrita, gestos, expressões faciais…) ou verbal (fala) e detém também a capacidade de conseguirmos receber ou transmitir as nossas ideias (linguagem recetiva e expressiva).

Posto isto, importa ainda referir que o nosso sistema linguístico apresenta vários “subsistemas” tais como:

  • Fonologia
    • É a capacidade de representação mental dos sons da língua;
  • Fonética
    • Define-se como a capacidade de executar os sons da fala que já se encontram organizados previamente;
  • Morfologia
    • É o que nos permite formar e classifica palavras e relacioná-las entre elas.
  • Sintaxe
    • Define-se pela capacidade de organizar palavras formando frases e textos de forma sequencial e organizada;
  • Pragmática
    • É a capacidade de organizar o discurso e utilizar a linguagem de forma ajustada e adaptada ao contexto.

Fala

A fala torna-se bem mais simples de explicar e perceber. É no fundo o ato motor de falar! Mas lembram-se que vos disse anteriormente que a Fala e a Linguagem devem andar de mãos dadas? De facto para conseguirmos a execução motora da fala precisamos que os nossos músculos e órgãos fonoarticulatórios (lábios, língua, palato mole e duro, dentes) estejam íntegros mas precisamos também de um bom desenvolvimento da linguagem para que consigamos transmitir através da fala o que desejamos!

Então e como é que eu sei se o meu filho tem uma perturbação da linguagem ou da fala?

Para já, perceber que o seu filho tem alguma alteração é o primeiro passo. Sejam os pais, os professores/educadores ou os médicos assistentes a identificá-la, é de facto essencial que esta seja valorizada!

O passo a seguir é…pedir uma avaliação em Terapia da Fala assim que possível para aí sim, fazer uma avaliação personalizada e serem identificadas de forma pormenorizada todas as alterações suspeitas!

Em jeito de conclusão, podemos perceber que para que o desenvolvimento da criança aconteça de forma harmoniosa ao nível da comunicação, é importante que a fala e a linguagem se desenvolvam de forma adequada. Se isso não acontece a criança poderá vir a ter impacto na sua vida social e no processo de aprendizagem escolar!

Partilhar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.