Terapia da Fala

Desenvolvimento da linguagem dos 3 aos 5 anos

Sabemos o quão importante é o desenvolvimento da linguagem no bebé e na criança para a eficácia da comunicação e da aprendizagem. Este deve ocorrer de forma harmoniosa, no entanto depende claramente do bom funcionamento neurobiológico, da estimulação que recebe, da interação social desde o seu nascimento entre outros fatores.

Claro que, enquanto pais, são frequentes as preocupações com os mais pequenos quando é percetível que não interagem, trocam ou omitem muitos sons a falar, só os pais os entendem… Apesar de sabermos que cada criança é uma criança e que cada ritmo de desenvolvimento deve ser respeitado, o que é certo é que devemos estar atentos, informarmo-nos e sabermos o que é expectável acontecer em cada fase do desenvolvimento, neste caso específico, da linguagem e da fala.

Sendo assim como é esperado que decorra o desenvolvimento da linguagem numa criança dos 3 aos 5 anos?

Vamos por etapas…

Entre os 3 e os 4 anos deverá:

  • Compreender ordens mais complexas (2 ordens na mesma frase por exemplo);
  • Compreender e responder a perguntas de “porquê”, “onde”, “quanto” ou “como”;
  • Compreender os locativos: dentro, fora, ao lado…
  • Compreender os opostos;
  • Construir frases mais complexas com 3 ou mais palavras;
  • Saber o nome e a idade;
  • Começar a questionar as coisas (a idade dos “porquês”);
  • Contar uma história simples ou recontar o seu dia;
  • Referir-se a si como “eu” e ir deixando a 3ª pessoa para falar sobre si próprio.

Entre os 4 e os 5 anos deverá:

  • Apresentar um discurso mais elaborado, com frases mais complexas e maiores;
  • Utilizar os tempos verbais adequados;
  • Ter um discurso percetível para todos;
  • Produzir corretamente quase todos os sons da fala (aos 5 anos principalmente) mas pode ainda omitir por vezes alguns sons específicos (/r/, /l/ e /lh/) mas deverá sempre ser avaliado;
  • Compreender quase tudo o que lhes dizem;
  • Ser capaz de explicar a sua rotina diária;
  • Contar histórias sem ajuda de imagens ou de familiares.

E quando isto não acontece?

Como descrevi acima, cada criança tem o seu ritmo. Ainda assim há janelas de oportunidades que não podem nem devem passar despercebidas nem ser desvalorizadas. Existem alguns sinais de alerta de que o desenvolvimento da linguagem pode não estar dentro do expectável, nesta faixa etária específica, tais como:

  • Dos 3 aos 4 anos:
    • Não fala ou apresenta pouco vocabulário;
    • Fala mas não é muito percetível;
    • Ainda não produz frases;
    • Demonstra dificuldades de compreensão;
    • Não diz o nome ou não reconhece quando o chamam;
    • Não se interessa pelo meio envolvente e prefere isolar-se;
    • Não faz perguntas simples como por exemplo: “onde?”, “quem?”.
  • Dos 4 aos 5 anos:
    • Não mantém diálogo com os pares;
    • Dificuldade em iniciar o discurso;
    • Omite ou troca sons nas palavras;
    • Dificuldade para contar uma história;
    • Dificuldade na compreensão de ordens;
    • Parece gaguejar;
    • Não questiona;
    • Não consegue explicar a sua rotina diária.

Na presença de dúvidas, fale com o seu médico de família, pediatra e não deixe de solicitar avaliação por um terapeuta da fala para que sejam efetuados os despistes necessários e para que, em caso de necessidade, a intervenção seja o mais precoce possível.

Para marcação de consulta de Terapia da Fala ou para esclarecimento de dúvidas preencha por favor o formulário nos contactos.

Partilhar

2 Comments

  • Vera Santos oliveira

    Boa tarde, o meu filho tem 5 anos e no próximo setembro vai entrar na escola. Neste momento encontro me em um dilema se devo ou não levar o meu filho a um terapeuta da fala, isto porque nós vivemos na Alemanha portanto o meu filho está a aprender duas linguas ao mesmo tempo. Quanto ao português ele do meu ponto de vista está bem, mas o alemão ele apresenta um pouco mais de dificuldade, algo que eu até entendo visto que os últimos 2 anos onde ele deveria começar a desenvolver melhor a fala, estivemos em pandemia o que do meu ponto de vista o atrasou em relação ao alemão já que o maior contato durante este período foi com o português. Outra coisa que eu acho que prejudica o meu filho é o facto de ele ser uma criança um pouco tímida quando está junto de alguém que ele não conhece. A minha questão é se devo fazer uma consulta de terapia da fala ou simplesmente colocá- lo em aulas de alemão

    • Ana Cunha

      Boa tarde Vera!
      Antes de mais muito obrigada pela sua questão!
      Na verdade pelo que me descreve, o seu filho tem um desenvolvimento adequado da linguagem ao nível do Português no entanto apresenta mais dificuldades no Alemão. Tendo em conta que irá entrar na escola este ano, acredito que seria uma mais valia uma consulta de rotina em Terapia da Fala para despiste de eventuais alterações até porque a escolaridade irá ser em alemão, certo? Se estiver tudo dentro do esperado no que diz respeito ao desenvolvimento da fala e da linguagem, apostar então em aulas de alemão para ajudar na aprendizagem da língua.

      Um beijinho e espero poder ter ajudado!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *