Diário da Mãe

A vida são dois dias e o Carnaval são 3!

Nunca achei piada a esta festividade. Não sei porquê mas lembro-me de ser muito pequenina e ver alguns desfiles aqui na rua e tinha medo. Depois entrei para a escola e o medo passou. Lembro-me da minha mãe me mascarar com os fatos que lhe pedia. Era o dia do ano em que vestia aquele vestido de princesa super piroso e lindo ao mesmo tempo e passei a gostar deste dia apenas por poder vestir aquelas roupas e “maquilhar-me”. Depois que saí da escola primária, achava-me já muito crescida e deixei novamente de achar piada a tais maluqueiras. E, assim é até hoje. Não me lembro de ir a um desfile ou mascarar-me só porque sim!  

Mas, desde que fui mãe que olho para as máscaras dos mais pequeninos e acho-as amorosas (algumas claro…) e eles ficam um máximo mascarados!

O ano passado, por esta altura, o Henrique frequentava a creche e foi mascarado de cãozinho! Estava um cãozinho tão mas tão fofinho que me derreteu vê-lo assim. Ainda só tinha 10 meses e não percebeu o conceito mas achou um piadão às orelhas grandes que tinha e de facto estava um amor! Não sou nada suspeita em dizer isto pois não? 😀

Este ano, tudo diferente! Não está na creche, não há desfiles… e estamos confinados a casa, ao terraço e a uns poucos metros na rua. Mas, ainda assim não deixámos de lhe comprar uma fatiota. Não houve grande investimento da nossa parte para o traje mas achámos que este piratinha tinha de se mascarar dele próprio já que pirata é o “nome dele do meio” e o que lhe chamamos tantas vezes tais são as asneiradas que ele faz de maneira espertalhona!

Apesar de confinados, não queremos deixar que os dias sejam sempre iguais e esta foi uma bela oportunidade de fazer algo diferente! Até porque, a vida são 2 dias e o Carnaval são 3, não é?

E desse lado, mascararam os vossos pequenotes? Têm por hábito fazê-lo?

Partilhar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.